Salve a nossa linda Umbanda!

Muitas pessoas procuram uma casa de Umbanda para pedir auxílio ou para buscar soluções fáceis para problemas e situações que facilmente poderiam ser resolvidas através de simples mudanças de hábito em suas vidas.
Na maioria dos casos, quando analisamos as dificuldades apresentadas por um consulente, sejam assuntos de trabalho, de relacionamento amoroso, de convívio social ou até mesmo familiar, verificamos que muitas vezes estes problemas decorrem de atitudes, posturas e posicionamentos do individuo frente à realidade que o cerca.
Sempre é mais fácil culpar alguma coisa ou alguém do que admitir suas próprias falhas e fraquezas …
A religião, que deveria servir apenas como um mecanismo de aprimoramento e desenvolvimento do individuo, passou a se transformar numa especie de balcão de pedidos, onde sempre prevalece a condição do menor esforço.
Por exemplo, se quero um bom emprego para vencer na vida , em vez de estudar, me sacrificar, ralar muito e me preparar adequadamente para isto, eu peço aos guias que me ajudem na tarefa de conseguir prá mim um bom emprego, delegando á eles a responsabilidade do meu sucesso.
Se não arrumo uma pessoa para me relacionar ou quero conquistar alguém e não consigo, em vez de olhar prá mim de forma crítica e avaliar onde eu desagrado as pessoas ou porquê não desperto nelas nenhum tipo de atração e desejo para poder me corrigir, eu peço aos guias que me arrumem o tão sonhado amor.
Por conta desta atitude pedinte e por serem insaciáveis em seus desejos e necessidades, muitas pessoas acabam se tornando presas fáceis de falsos religiosos , que não praticam religião, mas fazem dela um balcão de negócio.
Estes falsos religiosos prometem transformar em realidade os sonhos e os desejos dos pedintes, que, por sua vez, não medem esforços financeiros para conquistá-los.
Está montada a equação perfeita e o ambiente ideal para a proliferação do ‘’vírus da picaretagem’’:
De um lado, quem tem o poder de enganar, do outro, quem se submete a qualquer coisa para conquistar de forma fácil aquilo que exigiria um grande esforço pessoal para conseguir!
Se os charlatões existem dentro da Umbanda é por conta da existência deste tipo de gente que só pede,pede,pede e prefere sempre o caminho mais fácil, de menor esforço para conquistar o que desejam.
O problema é que quando as coisas não dão certo (e na quase totalidade das vezes não dão mesmo) a culpa é sempre da Umbanda, pior do que isto, todo o povo da religião é colocado dentro do mesmo saco e tidos como desonestos e fraudulentos!
Mas pensar assim é um grande engano.
Felizmente, uma enorme parcela do povo de umbanda é muito sério e pratica a religião de verdade.
Gente ruim e mau caráter existe em todo lugar, em ‘’TODAS’’ religiões e na Umbanda não poderia ser diferente.
Quem sabe um dia as pessoas compreendam o verdadeiro significado de religião e que a umbanda, sem dúvida, é um dos caminhos mais lindos e perfeitos para evoluir o espírito e conviver com o sagrado.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.