Intimidade Entre Irmãos de Santo … será que é bom?

 

 

Uma das coisas que mais causam problemas em um terreiro de umbanda é a intimidade que certas amizades vão construindo.
Os filhos da casa tem por hábito criar laços com os irmãos, que claro, em muitos momentos é saudável e importante.

O problema é quando essa amizade passa para intimidade e a amizade de lá de fora, vem prá dentro dos limites do terreiro.
Infelizmente nem todos tem bom senso, acabam se tratando dentro do terreiro como coleguinhas, deixando de lado a hierarquia e nivelando as diferenças hierárquicas.
Começam a falar de sua vida pessoal e em alguns casos, a falar da vida dos outros irmãos de santo também, os (as) cônjuges também criam amizades e logo também estão conversando sobre detalhes internos da casa que só interessam á médiuns.
Mas por experiência, entendo que essas conversas sempre vem á tona e a enorme amizade que começa á gerar competições e disputas externas á esfera do terreiro, logo começam á criar profundos problemas.
Quando se dão conta, já falaram demais, já dividiram segredos demais e já falaram demais da vida dos outros, então, na maioria das vezes essa amizade chega ao fim.

Em algum momento, fatalmente alguém irá se magoar, se sentir contrariado ou ofendido por conta do excesso de intimidades com outro irmão, pronto!
Ele vai entregar o até então amigo com uma boa dose de veneno se isentando de qualquer culpa.
Final do jogo: A casa pode perder um filho (ou mais) e o filho perde sua casa de axé.
Ninguém ganha.
Tenham cautela com os seus irmãos de santo , cada um tem sua vida, sua personalidade, seus defeitos, suas qualidades, seus segredos e intimidades.
Se quisermos manter o equilíbrio e harmonia em um terreiro de umbanda, devemos saber o limite entre relações.
A casa santa é lugar de nos unirmos em nome de algo maior e sagrado, esse deve ser o motivo maior dos nossos laços.

Amizade pode gerar intimidade e intimidade gera desrespeito…

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.